pingando óleo
parallels-netflix1

Nota do pasteleiro: 3/5

Parallels (2015)

Eu sou fã de filmes sobre viagem no tempo, ou para dimensões alternativas, por isso quando li a sinopse de Parallels sobre um prédio misterioso que era a porta para diversas dimensões acabei me interessando e dei uma chance.

Bem primeira coisa que tenho de dizer a quem quer dar uma chance ao filme, é que ele era um projeto de série, e isso de certa forma, estraga o final, que acaba ficando em aberto para uma continuação que eu não sei se vai ou não existir, pois bem tirando isso a trama é bem legal, e me lembrou um pouco a falecida série “Sliders” que tinha uma pegada bem parecida com essa, sendo a única exceção que não tinha uma organização grandiosa por trás como é o caso aqui. Mas fora isso adoro esse conceito de um mundo, por exemplo, em que os nazistas ganharam a guerra ou que jogaram uma bomba atômica no mundo ou que a população se tornou mais tecnológica.

O que estraga e muito a história, além do final que foi feito para dar margem a uma série, são as atuações, que são péssimas, os atores são bem fraquinhos, e você consegue ver que eles estão se esforçando mas que não vai sair nada dali, o protagonista é interpretado por um tal de Mark Hapka que é muito ruim.

O resulto final é um filme como uma ótima ideia mas com um elenco ruim, e além disso a proposta é claramente de se fazer uma sequência ou mesmo uma série, pelo que ficou claro durante a história, afinal além do final que já comentei várias vezes, ainda temos vários plots, que ficaram meio no ar, e que podem ser melhor explorados, quem curte esse lance de dimensões alternativas com certeza vai gostar, mas já assista sabendo que o final não é conclusivo, nada de me xingar por recomendar algo assim.

Postado por: Fábio Campos
Frito em 14 de outubro de 2016
0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *