fritos na hora
inside-out

Nota do pasteleiro: /5

Divertida Mente (2015)

Divertida Mente foi uma das animações que mais fez sucesso em 2015, possivelmente estará entre as indicadas ao Oscar e com altas chances de vencer, podendo talvez ser incomodada pelo belo “O pequeno príncipe” e o saudosista (Charlie Brown).

 

A animação que tem altas raízes psicológicas conta a história de uma menina chamada Riley, que após ter de se mudar para outra cidade com seus pais tem de lidar com suas emoções, o interessante é que conhecemos o que se passa com ela através de suas cinco emoções: Raiva, Medo, Nojinho, Alegria e Tristeza, sendo essas últimas as protagonistas.

Sensível e Bonitinho

 

Assisti Divertida Mente depois de tudo ao auge que ele teve, ou seja várias e várias pessoas me perguntaram se eu havia assistido, e que eu devia assistir logo, que ia me emocionar que era lindo e isso e aquilo, esse efeito das pessoas elogiando é meio devastador, porque sempre cria uma expectativa enorme, eu imaginei que veria uma produção como a que foi UP que é uma das mais emocionantes da Pixar, porém isso não aconteceu, tem uma cena que realmente é muito triste, e que envolve o amigo imaginário, mas tirando essa não existem grandes momentos emocionantes.

Eu acho que a produção é muito interessante por mesclar um lado adulto que está escondido das crianças e um lado infantil, ele tem toda uma lição de moral e mostra importância das emoções e o equilíbrio que elas devem ter sobre esse ponto de vista é uma animação bem interessante, que consegue desenvolver muito bem isso, como entretenimento para as crianças eu acho ele muito maduro.

Apesar de alguns defeitos, e de não atender minhas expectativas no quesito emoção, eu gostei muito de Divertida Mente, tem personagens muito legais, em especial o Medo, Tristeza e Raiva, esses são os que eu mais gostei, a Alegria ficou muito com cara de fadinha para mim (isso é uma opinião pessoal ok?), e o roteiro é muito legal, o final é bem bonitinho mostrando as emoções de várias pessoas e de animais, e deu um toque mais leve que achou que faltou mais na história já que ela voltada ao publico infantil, aos adolescentes e adultos funciona muito bem.

Postado por: Fábio Campos
Frito em 11 de fevereiro de 2016
0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *