TOP PASTEL

Nota do pasteleiro: /5

TOP PASTEL – Piores Chefes

Então você está reclamando do seu emprego? Achando que a vida tá dura? É hora extra em cima de hora extra? Não tem o reconhecimento que merece? Pense bem, meu amigo(a), sua vida podia ser bem pior, você poderia trabalhar para um desses famosos chefes de filmes e, ai sim, sua vida seria um inferno!

1.Diabo Veste Prada – Miranda Priestly

O sonho de muitas mulheres é trabalhar em uma revista de moda, conhecer os melhores estilistas do mundo, ter contato com vários modelos e artistas… Sem contar o prestigio que isso tudo pode trazer. Porém, quem quer trabalhar na Runway tem que encarar Miranda Priestly (Meryl Streep) a cruel editora chefa que controla todos os funcionários com mão de ferro.

Entre suas maldades estão: humilhar, não respeitar o horário de trabalho e trair os funcionários. Um dos ápices de sua chatice foi exigir uma cópia do livro Harry Potter que não tinha nem chegado às livrarias.

2.Os Fantasmas Contra Atacam – Frank Cross

Nesse clássico de Natal somos apresentados a Frank Cross (Bill Murray) o diretor de uma emissora de TV que é extremamente cruel com seus funcionários. Na relação de suas ações desprezíveis está: despedir funcionários na véspera de natal e mandar grampear chifres em ratinhos. O filme é baseado em “A Christmas Carol” de Charles Dickens, e o personagem de Murray é baseado em Ebenezer Scrooge, um dos avarentos mais cruéis da literatura e que rendeu várias adaptações ao cinema, mas escolhi essa por ser minha preferida.

3.Click – John Ammer

John Ammer (David Hasselhoff) explorou tanto o personagem do Adam Sandler no filme Click que o cara quase perdeu a família e a saúde para conseguir atender as suas expectativas. Aqui, o patrão sem noção explorava tanto o pobre coitado do funcionário que prometia mundos e fundos aos clientes para o dia seguinte e jogava todo o peso e pressão, assim como a responsabilidade, nas costas do personagem do Adam..

4.A grande Virada – James Salinger

James Salinger (Craig T. Nelson) é o típico empresário inescrupuloso que só pensa nele mesmo. Em “A grande virada” ele, praticamente, manda embora metade da firma de que é dono, para poder manter a construção de um prédio maior para a empresa. Entre os atos de maior sacanagem podemos destacar a demissão do seu melhor amigo, por discordar dos interesses dele.

5.Quero Matar meu chefe – Dave Harken, Dr. Julia Harris e Bobby Pellitt

Nada mais justo que incluir nessa posição os três chefes do filme “Quero Matar Meu Chefe”. O primeiro, Dave Harken (Kevin Spacey), explora os funcionários contando até os minutos de atraso, além de ser tremendamente ambicioso a ponto de ser presidente e vice da mesma empresa. A Dr. Julia Harris (Jennifer Aniston) é uma ninfomaníaca obcecada pelo seu funcionário, e tenta de todas as formas destruir seu noivado. E por fim Bobby Pellit (Colin Farrel) um drogado mimado que assume a loja que era do pai e logo de cara começa e demitir todos os funcionários com problemas.

6.Homem Aranha – J.J Jameson

Esse é clássico da HQ e que foi interpretado de maneira brilhante por J.K. Simmons nos filmes do Homem Aranha. Com certeza um dos piores chefes do mundo, que além de pagar pouco, a qualquer momento manda você embora por qualquer razão, isso sem contar que gosta de roubar as ideias dos funcionários. Não bastasse todos os defeitos acima, ainda fala mal do Homem Aranha no Clarim Diário, e por sinal muitas das noticias que saem em seu jornal sobre o herói são distorcidas ou inventadas.

7.Simpsons – O filmeMr Burns

Um homem cruel que tem muitos anos de vida e todos preenchidos cuidadosamente com vários atos de maldade. Entre seus feitos cruéis estão: roubar o sol da cidade de Springfield, roubar doces de crianças, pregar peças nas cidades, roubar a namorada do Vovô Simpson, trair o exercito e ainda a clássica poluição na cidade com sua Usina Nuclear. Ainda vale ressaltar que ele tem um alçapão para jogar os funcionários indesejáveis para fora de seu escritório.

8.Como Enlouquecer seu Chefe – Bill Lumbergh

Bill Lumbergh (Gary Cole) fica o filme todo irritando os funcionários da empresa, e o seu maior alvo é o pobre Milton (Stephen Root), a quem manda para uma das piores salas do escritório, e ainda quer que ele mate as baratas da bizarra sala.

9.Robocop– Dick Jones

Dick Jones (Ronny Cox) é o típico chefe cruel, além de ser corrupto o dono da OCP (empresa que criou o Robocop), ele se envolveu com todo tipo de crime, até assassinato. No final, ele tem um encontro nada amistoso com o Robô Policial e o resultado seria um das melhores cenas do filme.

10.Star WarsDarth Vader

Não podia fazer uma lista sem contribuir com o lado negro da força, e quer chefe pior do que o sombrio Darth Vader? Ele simplesmente esgana um dos seus subordinados que vai contra sua opinião em uma reunião. Com certeza nem com um bom salário e um bom plano de saúde vale a pena trabalhar na Estrela da Morte.

11.Como Eliminar seu chefe – Franklin Hart

Aqui o chefe Franklin Hart (Dabney Coleman) é um canalha que assedia Doralee Rhodes (Dolly Parton), rouba as ideias de Violet Newstead (Lily Tomlin) e as deixa tão irritadas que elas, juntamente com a nova funcionária Judy Bernly (Jane Fonda), resolvem dar uma lição no calhorda. Com certeza um clássico da sessão da tarde que vale a pena.

12.Uma Secretária de Futuro – Katharine Parker

Em Uma Secretária de Futuro a chefe é a ambiciosa Katharine Parker (Sigourney Weaver) que resolve passar a perna na secretária Tess McGill (Melanie Griffith) e se aproveitar de suas ideias para poder ganhar mérito com um cliente.

E ai gostaram? Que tal agora voltarem a trabalhar e parar de matar serviço um pouco?

Esta Top Lista contou com a ajuda do Daniel Guerra e do José Henrique Rodrigues. E foi escrito pelo Fábio Campos e revisada pelo Luiz Fernando

Postado por: Fábio Campos
Frito em 26 de abril de 2012
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – 2 Coelhos (2012)

Muito bom ver a evolução do cinema nacional. Com certeza “Dois Coelhos” foi uma aposta ousada por parte do diretor Afonso Poyart, mas que em minha opinião deu muito certo. A forma como a história do filme é contada é além de original, cheia de uma linguagem toda única.

O longa tem como protagonista Edgar (Fernando Alves Pinto), um tipo malandro que volta ao Brasil e planeja um grande golpe para ganhar uma grana fácil, não vou me adentrar muito na trama pois um dos trunfos do filme é você ir acompanhando aos poucos a evolução da história, através da voz em off do protagonista.

O elenco do filme tem alguns atores famosos como Alessandra Negrini, Caco Ciocler e Thaíde, porém o grande destaque fica por conta de Fernando Alves Pinto, que eu tinha acompanhado no filme “Nosso Lar” e achado bem fraquinho, mas que me fez ficar fã da sua atuação.

Recomendo o filme como uma prova do progresso do cinema nacional. Com certeza vai agradar muito os jovens e quem gosta de filmes de ação. Um único pesar para mim é o final que eu achei muito comum em comparação a grande originalidade do filme.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 24 de abril de 2012
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Amanhã Nunca Mais (2011)

Se você tivesse que apontar 3 atores que representam o cinema nacional qual seria a escolha de vocês? A minha seria: Selton Mello, Wagner Moura e Lázaro Ramos. Com certeza esses três são responsáveis por oferecer os melhores filmes do cinema nacional nesses últimos tempos.

Em “Amanhã nunca mais” somos apresentados a Walter (Lazaro Ramos), um pai e marido ausente, que o emprego em um hospital o consume tanto que ele praticamente não tem tempo para a família. A sua rendição acontece quando a sua esposa pede para ele buscar o bolo de aniversário da sua filha, porém em sua jornada da doceira até a sua casa tudo dá errado.

Muita gente pode torcer o nariz para esse tipo de história, que a trama do filme acontece toda em uma noite, mas eu adoro o personagem do Lazaro Ramos. É o típico perdedor e as situações em que ele se mete só reforçam esse lado durante todo o filme, é obvio que o longa é recheada de clichês e situações que vocês já viram.

Recomendo o filme para quem busca uma boa comédia nacional, com certeza muitas pessoas vão se identificar com as situações do filme, e também vale a pena pela ótima atuação do Lazaro Ramos que está engraçadíssimo.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Se beber não case parte II (2011)

Muita gente vai chiar, mas assim como “Se eu fosse você” a sequencia do filme “Se beber não case” não acrescentou nada ao original, é simplesmente o mesmo roteiro só que em uma região diferente no primeiro filme. A ideia era uma despedida de solteiro em Las Vegas, aqui é novamente uma despedida de solteiro só que na Tailândia.

Vi muitos fãs do primeiro filme reclamando dessa segunda parte, eu não sou fã do primeiro, talvez por nunca ter passado por situação semelhante, mas de qualquer forma essa sequencia tem seus momentos engraçados, eu pelo menos dei muita risada com alguns.

Do trio principal com certeza o mais engraçado é gordinho lunático Alan, interpretado pelo Zach Galifianakis, enquanto Phil (Bradley Cooper) é uma espécie de líder e Stu (Ed Helms) o cara que sempre paga o pato, e dessa vez ele se deu muito mal após a bebedeira. Um ponto importante é que achei desnecessária a participação do Mr. Chow (Ken Jeong), eu acho que isso enfraqueceu a trama e fugiu da proposta do filme anterior.

Recomendo o filme para quem quer dar boas risadas, a história é praticamente uma repetição do último longa, mas algumas novas situações fazem valer pena assistir “Se beber não case – parte 2”.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 23 de abril de 2012
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Entre Segredos e Mentiras (2010)

Entre Segredos e Mentiras” é um filme de suspense tão diferente que ele parece uma miscelânea de vários gêneros. A história inicial sobre um romance de um rapaz rico com uma mulher simples lembra um pouco um conto de fadas, porém aos poucos a trama vai ficando mais estranha deixando a história beirando um filme de terror bizarro.

No elenco o grande destaque é a atual sensação de Hollywood Ryan Gosling, que mostra todo seu talento no papel de psicótico David Marks. No elenco de apoio temos a insossa Kirsten Dunst e o brilhante Frank Langella.

Eu não gostei muito do filme, achei muito longo e em certos momentos monótono. Em relação ao fato do filme ser baseado em fatos reais é curioso imaginar como alguém comete tantos crimes, tem a história contada em um filme a ainda assim está em liberdade.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – O Garoto da Bicicleta (2011)

O “O Garoto da Bicicleta” tem uma história simples, acompanha o menino Cyril (Thomas Doret) que é rejeitado pelo pai e deixado em um orfanato. Revoltado com o mundo e com todos, ele acaba conhecendo duas figuras que mudam sua vida, uma é a doce e maternal Samantha (Cécile de France) e outra é o marginal Wesker (Egon Di Mateo), dessa dicotomia de valores o menino se vê diante de escolhas.

Não conheço muito do cinema belga, e o que me interessou em ver esse filme foi a exposição dele aqui na minha cidade em um evento cultural, sempre sou interessado em filmes alternativos e resolvi me arriscar.

Eu gostei do tom do filme, é bem suave e é basicamente uma história de valores, e de educação, porém não é agitado e provavelmente não vai agradar quem gosta de histórias de ação. Recomendo para quem gosta de filmes estrangeiros e também para os pais aprenderem um pouco sobre relacionamento com os filhos.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 20 de abril de 2012
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Missão: Impossível – Protocolo Fantasma (2011)

Eu não estava nem um pouco empolgado em ver Missão Impossível 4. Tinha visto os outros filmes e achado bem básico, só o primeiro havia me empolgando enquanto o 2 foi o mais fraco. A única razão de dar uma chance ao filme foi o diretor Brad Bird, que eu conhecia pelas animações “Os Incríveis” e “Gigante de Ferro”.

A história tem novamente como protagonista Ethan Hunt (Tom Cruise) que tem que juntar uma equipe para poder provar sua inocência de um crime que foi acusado. Sei que esse contexto lembra um pouco a do primeiro filme, mas esse detalhe se torna irrelevante em virtude da qualidade da trama.

As cenas de ação do filme são espetaculares, realmente abusaram do tiozão Tom Cruise e eu achando que ele estava desgastado no papel calei minha boca. Não bastasse isso, ainda temos a bela Paula Patton, o alivio cômico Simon Pegg e por fim o Jeremy Renner, o provável substituto do Tom Cruise caso ele vaze da franquia.

Recomendo o filme, e acho interessante que esse ano os filmes de ação estão dando um banho em outros gêneros, pelo menos os que eu vi até agora são ótimos. E em relação ao diretor Brad Bird acho que ele provou seu talento com esse filme, e provou que não entende só de animação.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – A hora da Escuridão (2011)

O que senti assistindo “A hora da escuridão” foi pena. Lembro que estava no shopping aqui da região onde moro e acompanhei uma fila de pessoas para ver esse filme no cinema, talvez seja a ideia de que ele era em 3D que tenha chamado à atenção, mas garanto que o resultado final foi o mesmo que o meu, ao ver o filme em casa: decepção.

Com um roteiro clichê, atuações beirando o ridículo e efeitos especiais dignos do Chaves, o filme é um sério candidato ao pior do ano. A história do longa, como adiantei a pouco, é sobre uma invasão de alienígenas, nesse caso uma espécie invisível e basicamente formada de energia. O pior de tudo é que quiseram fazer os protagonistas parecendo os personagens principais do filme “Rede Social” o que deixa tudo ainda mais ridículo.

Outra coisa que surpreende no filme é a presença do Emile Hirsch que fez o ótimo “Na natureza Selvagem”, com certeza se não for uma aposta perdida com alguém ou algum favor, é uma decadência sem tamanho.

Não recomendo o filme para quem está esperando algo sério. Se você quer dar boas risadas para ver os efeitos de papel alumínio e a história copiada do Chapolin vai por mim, vocês vão fazer a escolha certa.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 19 de abril de 2012
0 comentários
pingando óleo

Nota do pasteleiro: /5

PINGANDO ÓLEO..- Contrabando (2012)

Logo no início e mesmo na sinopse, “Contrabando” lembra “60 segundos”. Talvez o fato de ambos envolverem pessoas que largaram a vida do crime e tentam voltar para último trabalho que faziam antes, além disso, nos dois temos a presença do ator Giovanni Ribisi.

A história do filme, como já adiantei acima, é sobre Chris Farraday (Mark Wahlberg) um ex-contrabandista tendo que realizar um último trabalho para salvar a vida do seu cunhado e depois da sua família, para isso ele conta com uma equipe de especialistas.

Apesar de ter uma trama que relembra muitos filmes, a ação e as reviravoltas da trama ajudam a deixar o longa mais interessante. Eu gostei muito de algumas cenas e acredito que o papel de cara fodão é perfeito para Mark Wahlberg que sempre se sai bem assim, vide “4 irmãos”.

Para quem está em busca de um bom filme de ação e está perdido nessa safra que oferece sempre explosões, pode encontrar em “Contrabando” uma alternativa divertida e com uma ótima trama, com certeza uma das boas surpresas de 2012.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
pingando óleo

Nota do pasteleiro: /5

PINGANDO ÓLEO – Intruders (2011)

Intruders é aquele filme que você teve a impressão que já viu, mas o que acontece na verdade é que ele é um remendo de outras histórias, eu particularmente achei uma junção de “Candyman” e “No Cair da Noite”. A história é narrada em espanhol e inglês em uma parte retrata a história de um menino latino perseguido por uma criatura sem rosto, e no outro de uma menina americana que também e perseguida pela mesma assombração, aos poucos o filme vai dando pistas sobre a ligação dos dois.

O filme tem vários defeitos, a história é parada, tem seus momentos de tensão, mas em grande parte fica dando voltas em círculos, um dos pontos que achei positivo no filme, é o conto do homem sem rosto que é contado durante o filme, sendo esta uma das partes mais aterrorizantes do filme.

No elenco o único destaque fica por conta do Clive Owen, que parece estar aceitando papeis abaixo das suas capacidades como ator, quem o viu em Closer, Filhos da Esperança e Plano Perfeito sabe do potencial do cara.

Eu não achei o filme de todo ruim, mas considerei bem descartável, as grandes reviravoltas da trama podem ser facilmente percebidas durante o filme, é só ficar atento. Eu recomendo para quem gosta de terror mais suave sem sangue e mais com cenas de susto.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 18 de abril de 2012
0 comentários