fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Cougars Inc (2011)

Antes mesmo de “American Pie” já existiam filmes, que lembravam em muito nossas pornochanchadas, são os casos da trilogia “Porkys”, “A vingança dos Nerds” e “Férias do Barulho”, um dos filmes que fez sucesso no SBT e que tratava de sexo com mulheres mais velhas foi “Loverboy”, que era estrelado pelo atual galã Patrick Dempsey.

Em “Cougars Inc” temos um roteiro muito parecido com o clássico do SBT, aqui estrelado por Sam (Kyle Gallner) um jovem problemático que tem vive sendo expulso das escolas que passa, porém quando por fim se adapta em uma acaba descobrindo que sua mãe não tem dinheiro para pagar a matricula, a solução vem após uma noite de sexo com Kitty (Kathryn Morris do seriado Coldcase).

O filme apesar de suas cenas de sexo tem um fundo romântico, nada de exacerbado, afinal não é o tipo de filme que uma garota ia se interessar e nem que sua namorada ia querer assisti com você.

O que chama a atenção no elenco é a presença do ator James Belushi, mas conhecido por comédias estilo família, aqui ele faz o papel do diretor amigo de Sam. O longa é uma boa opção para quem quer um humor estilo “American Pie” ou “Clube das Lobas” é até engraçado, mas parece que alguns atores pareciam estar em outro filme e não uma pornochanchada americana.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 30 de março de 2012
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Condenação (2010)

Até aonde você iria para ajudar seu irmão(a)? No filme “Condenação“, Betty Anne Waters (Hilary Swank) se transformou em uma advogada e praticamente sacrificou parte de sua vida social e o relacionamento com seus filhos em busca de inocentar seu irmão Kenny (Sam Rockwell).

O filme é uma bela história de amor fraterno, baseada em uma história real, o que acaba deixando a trama bem mais tocante e de certa forma cruel.

Eu como fã de filmes de tribunal, especialmente aqueles cheios de reviravoltas, em “Condenação” fiquei tenso com as buscas de provas e a força de vontade Betty. Esses fatores deixaram o longa mais emocionante, pois a cada nova pista ou frustração éramos carregados juntos com a personagem e aos poucos você se se sente completamente envolvidos na história.

Recomendo “Condenação” para quem quer um bom drama, com uma dose de emoção na medida certa. Só acho uma pena que o filme tenha ganhado apenas o festival de Toronto, com certeza ele merecia mais atenção do público.

Só para fechar a resenha, vou contar um spoiler sobre o final do filme que acaba sendo uma noticia triste: Kenny Waters, o homem condenado injustamente, acabou falecendo 6 meses após conseguir sua liberdade, sua família processou o Estado e ganhou uma indenização no valor de 3 milhões de dólares, uma pena que ele não pode desfrutar do dinheiro.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Pronto para recomeçar (2010)

Tem alguns atores, que tem potencial, mas que desperdiçam boa parte do seu talento fazendo filmes que vão além da sua capacidade, um desses casos é Will Ferrell, muitas pessoas encaram ele como um ator limitado e que só sabe fazer comédias pastelão, caso de “Um Duende em Nova York” e “Zoolander“, só para citar algumas, porém quando quer ele sabe atuar e muito bem, já mostrou isso em “Mais Estranho que a Ficção“, e volta a fazer em “Pronto para recomeçar”.

A trama do filme mostra Nick Halsey, um gerente de vendas alcoólatra que está passando por um péssimo momento na sua vida, ele foi demitido do emprego e teve todas as coisas despejadas de casa pela mulher, dessa forma só lhe resta ficar no jardim bebendo e esperando para tomar alguma atitude.

O filme tinha tudo para se transformar em uma comédia escrachada explorando o ridículo da situação que o personagem se encontra, mas na verdade o longa acaba de mostrando um drama muito interessante, que em nenhum momento cai na solução fácil de zombar do problema de alcoolismo do personagem principal.

Eu me surpreendi muito com “Pronto para recomeçar” e serve como um grande motivador para quem está passando por momentos difíceis, apesar de em alguns momentos ter suas cenas piegas, ele se fortalece tão bem contando a história e amadurecendo o personagem principal que isso se torna um mero detalhe.

Recomendo o filme, e aviso que apesar de ter Will Ferrell como astro principal, não vai encontrar aqui uma comédia bobinha, mas um grande filme, com um roteiro bem caprichado e ótimas atuações.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 29 de março de 2012
0 comentários
SUCOS DO RODRIGO

Nota do pasteleiro: /5

SUCOS DO RODRIGO – Rainha em Disco de Plebeia

Madonna lançou Hard Candy achando que a reaproximação com a música negra daria certo como ocorrido em Bedtime stories… Pobre rainha errou feio.

O seu penúltimo disco era chato, amarrado e sempre parecendo sobras de estúdio de Rihanna e asseclas.

Quando foi anunciado o seu novo disco, MDNA era previsto um embate saudável entre criadora e criatura, Madonna versus Lady Gaga, principalmente depois de a segunda copiar na maior cara de pau tudo que a rainha do pop já fez.

Mas como a cabeça de Madonna é uma caixa de surpresas, o novo filho parido tem um som básico de pista, ali a cantora resolveu se focar na diversão, não quer mais bater de frente com outros segmentos ou até abrir sua alma como Ray of Light.

Girl Gone Wild abre bem o trabalho, dançante e pop na medida certa serve para ver o quão Madonna é boa quando é pop e descontraída, Gang Bang e I´m Addicted só dão continuidade ao bom inicio do projeto.

Mas ai o disco dá uma degringolada fortíssima…

Turn up the radio, Give me all your luvin, Some girls, Superstars e I don´t give a… Formam a pior sequencia de música da carreira da rainha do pop, cretinas, fracas e absurdamente parecidas com o lixo soltado no pop atual fica difícil acreditar que aquilo pode ter nascido da mente brilhante de Madonna.

Love Spent, a balada Masterpiece, Depeche mediana Falling Free e a excelente I fucked up salvam o disco de afundar por completo.

Entre mortos e feridos MDNA é melhor que Hard Candy, mas ainda muito aquém da capacidade da rainha do pop.

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – A informante (2010)

Às vezes ficamos tão perdidos com os nossos problemas que acabamos esquecendo o que acontece no mundo a nossa volta, não sou fã da ideia de conformismo, de aceitar as coisas como são, porém acho hipocrisia da nossa parte não dedicar um pouco de atenção as coisas que acontecem pelo mundo.

O filme “A informante” que é baseado em uma história real infelizmente mostra o duro universo das mulheres na Bósnia, um cruel retrato de um país desolado pela guerra em que a lei ainda não está em total vigor.

Nesse cenário somos apresentados Kathryn Bolkovac (Rachel Weisz), uma policial americana, que resolve prestar serviços junto com a ONU na Bósnia, vindo de uma cultura diferente ela aos poucos vai se surpreendendo com a forma como a policia local lida com as situações, em especial em crimes relacionados à violência da mulher. Abaixo uma imagem da Kathryn Bolkovac.

A figura da ONU como a policia do mundo já tinha caído por terra para mim no filme “Hotel Ruanda” em que é mostrada a total falta de comprometimento com a vida, quando em uma das cenas principais do filme, eles abandonam a quem tem que proteger, para seguir ordens.

Aqui a coisa é ainda mais grave e vemos a mesma ONU agora encobrindo crimes sexuais, cometidos por seus funcionários, e empresas relacionadas a ela, essa grave denúncia, não tinha chegado ao meu conhecimento e não deve ter chegado a muitos de vocês (às vezes somos bombardeados com tanta informação que acabamos perdendo alguma que realmente vale pena, como essa).

Eu gostei muito do filme, apesar de ter um clima mais parado, ele compre bem o seu papel, e beira em certos pontos um documentário, mas acaba servindo mais como um filme denúncia. Recomendo para quem gostou de “Hotel Ruanda” e “Tiros em Ruanda”.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 28 de março de 2012
0 comentários
pingando óleo

Nota do pasteleiro: /5

PINGANDO ÓLEO..- Cada um tem a irmã gêmea que merece (2011)

Para quem considerava Zohan – O Agente Bom de Corte o pior filme do Adam Sandler, com certeza vai ter uma surpresa ao assistir “Cada um tem a irmã gêmea que merece”, e olha que já vi muitos filmes ruins dele, mas essa produção se superou.

Não sei como o Sr. Sandler consegue arrastar para seus filmes atores como Al Pacino, Johnny Depp ou até mesmo a Katie Holmes, é de se esperar que tenha seus amigos David Spade, Rob Schneider e Kevin James. Mas aqui ele em uma tacada só conseguiu a façanha de fazer atores consagrados automaticamente acrescentarem a sua filmografia o pior filme que já participaram.

A história como todas as do filme do Adam Sandler (já falei disso aqui) é sobre um cara mala casado com uma mulher linda (complexo do Didi novamente), que tem um péssimo relacionamento com a irmã gêmea e que diante de uma situação complicada tem que passar uns dias com ela, claro que o final será o de sempre com o personagem descobrindo a importância do amor fraternal.

Sinceramente eu não sei qual o talento ou a graça de figuras como Ben Stiller, Rob Schneider e o próprio Sandler, a linha de humor deles está esgotada, e logo creio que o público vai mostrar isso nas bilheterias.

Não recomendo em hipótese alguma esse filme, que considero desde já um sério candidato ao pior filme deste ano, e também entra na galeria Pastel de Banana para o Al Pacino e Katie Holmes.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – A grande virada (2010)

Filmes que falam sobre a crise que prejudicou os Estados Unidos, estão aos poucos e vagarosamente saindo, esse ano que passou, nós tivemos “Margin Call” e no ano retrasado o documentário “Trabalho Interno”, porém um filme interessante sobre o tema que não vi muitas pessoas comentando foi “A grande virada”.

A história é sobre uma grande corporação, e como ela aos poucos vai se desfazendo de seus funcionários mais antigos em nome de nunca perder dinheiro, desta forma somos apresentados a Bobby Walker (Ben Affleck) um gerente de vendas que é uma dos primeiros a ser demitidos.

Desse cenário coorporativo ainda acompanhamos Gene McClary (Tommy Lee Jones) um dos poderosos da empresa, e é praticamente o único a se importar com os abusivos cortes que a empresa faz, em outra situação temos ainda Phil Woodward (Chris Cooper) um dos mais antigos empregados da corporação, que por já ter uma idade mais avançada se esforça ao máximo para manter seu emprego.

O filme tem uma estrutura diferente de “Margin Call”, aqui o foco fica sobre o personagem de Ben Affleck (apesar do esforço dele, vemos que quase não houve progresso na sua atuação) e como ele aos poucos tem que engolir seu orgulho para sustentar sua família.

Talvez esse seja um dos grandes defeitos do filme, afinal se o foco fosse maior no personagem de Tommy Lee Jones, teríamos uma critica maior aos donos de empresa, afinal é através dos olhos do seu personagem que vemos a hipocrisia das grandes empresas.

“A grande virada” por sua história central sobre um pai de família que busca sobreviver a uma demissão traumatizante é um interessante filme motivacional, e serve muito bem para aqueles que estão desempregados e em busca de uma oportunidade no mercado.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em 27 de março de 2012
0 comentários
pingando óleo

Nota do pasteleiro: /5

PINGANDO ÓLEO..- Motoqueiro Fantasma 2 – O espirito da Vingança (2011)

Devo confessar que não sou fã do “Motoqueiro Fantasma”, entre os personagens da Marvel, minha editora de quadrinhos preferida, esse é um dos que menos acompanho, por isso já fui assistir ao primeiro filme com um pé atrás, ainda mais sendo estrelado pelo decadente Nicolas Cage, o que encontrei foi um péssimo filme, que era voltado mais para vender bonequinhos do que para agradar aos fãs de quadrinhos.

A ideia de assistir a continuação do filme com certeza não me agradou, mas acho importante assistir muitos filmes para poder saber se vale a pena recomendar para vocês ou não, sendo assim resolvi me arriscar.

Motoqueiro Fantasma 2 – O espirito da vingança” é com certeza melhor que o primeiro filme, não tem mais aqui aquele tom quase cartunesco que encontramos no longa anterior, a atmosfera agora é mais sombria, podemos perceber isso pelo visual do próprio Motoqueiro Fantasma, que agora está bem mais assustador.

Nesse segundo filme o foco é no surgimento do anticristo e do lado sombrio do Motoqueiro Fantasma, apesar de ser clichê em alguns momentos ela é bem mais interessante que a do filme anterior.

O que estraga um pouco o filme é o fato de ser uma continuação de algo ruim, se é para fazer outro filme com uma linguagem diferente que se esqueçam do primeiro, isso fica claro quando é contada a origem do motoqueiro, na versão do segundo filme a cena é mais sombria. Eu acredito que até o Nicolas Cage tinha que ser limado, ele não acrescentou nada ao filme e ainda está em uma fase horrível na carreira.

Em resumo o filme vale a pena ser assistido se você quer ver um filme de ação que sabe dosar bem com o sobrenatural, porém para quem é fã dos quadrinhos ou esperava um filmaço ainda não conseguiram captar a essência do personagem, mas desta vez chegaram bem mais perto.

A titulo de curiosidade, aqui vai algumas considerações sobre personagens do filme, Danny Ketch é na verdade o nome do segundo motoqueiro fantasma, que nos quadrinhos é meio irmão do Johnny Blaze o motoqueiro original. O nome do vilão albino que os persegue se chama Blecaute e é mais um vilão do Danny que do Johnny nos quadrinhos. A explicação sobre o demônio que possui o Motoqueiro Fantasma é quase igual a dos quadrinhos, porém na HQ ele é um vilão.

Escrito por Fábio Campos

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários
fritos na hora

Nota do pasteleiro: /5

FRITOS NA HORA – Pecados Íntimos (2006)

Gosto de filmes que não se contentam em contar histórias somente de um angulo para mim à versatilidade é muito importante, ou seja, aquela famosa visão de como se fossemos observadores que de longe acompanham todo o desenvolvimento de uma trama.

Em “Pecados Íntimos” é exatamente isso que ocorre, a história se foca no cotidiano de um bairro qualquer dos Estados Unidos, em que somos apresentados a diversos personagens peculiares. O filme tem no elenco grande atores como Kate Winslet, Jennifer Connelly, Patrick Wilson e Jackie Earle Haley e juntos ou separados eles conseguem transmitir através de seus personagens as frustrações de cada um.

Uma pena é que o nome original não tenha sido mantido (seria algo como Pequenas Crianças), desta forma perdemos a grande metáfora do longa que é mostrar adultos que ainda se sentem como crianças em relação a como enfrentar seus problemas, é o caso do marido que por não ter tido uma adolescência como queria sente que perdeu algo, a esposa que ignora a filha por uma paixão qualquer, o policial moralista que na verdade se sente culpado por seu passado e mesmo o pedófilo que doente, não consegue ser uma pessoa normal e agradar a mãe.

Um recurso que chama a atenção no filme é a narração em off, que faz justamente o papel de ser onipresente que vai aos poucos nos apresentando a história, contando os pensamentos dos personagens, e seus sentimentos, também através dele podemos voltar no tempo para entender um pouco sobre cada personagem.

Recomendo esse drama para quem gosta de histórias bem construídas com personagens interessantes, é uma ótima forma de conhecer um pouco da natureza humana, e entender que todos temos nossos segredos e frustrações e como cada um lida com eles.

Postado por: Fábio Campos
Frito em 23 de março de 2012
0 comentários
PROMOÇÃO

Nota do pasteleiro: /5

PROMOÇÃO – Besouro Verde

A Pastelaria Filmes resolveu inovar e vai sortear agora uma grande comédia “O Besouro Verde”, mas isso nos já fizemos antes, então qual a novidade? Pois bem agora a coisa ficou série e por isso será um Blu-Ray e em 3D.

Para quem ainda não viu o filme, aqui tem uma resenha que fizemos para ele no ano passado. E ainda um super trailer.

Boa sorte!

********************************************************************************

O sorteio será realizado no dia 13/04/2012 às 24hs

Para participar é necessário ser seguidor do @pastelariafilme no twitter e dar RT (retweet) na mensagem:

Siga o @pastelariafilme e concorra ao filme “Besouro Verde” em Blu-ray e 3D – http://kingo.to/12dr

Sobre o RT:

– Vale qualquer tipo (copiando/colando, RT pelo botão, RT por comentário), desde que não modifiquem a mensagem e o link!

Regulamento:

1. A participação é voluntária e gratuita. Qualquer pessoa física residente no Brasil pode participar, desde que tenha uma conta no Twitter e a mesma não seja protegida.

2. O participante deve ser seguidor do @pastelariafilme e também deve dar RT (retweet) na mensagem com o link da promoção. (Não edite!)

3. O vencedor será escolhido por meio de sorteio realizado pelo “Sorteie.me”. E o resultado será anunciado no twitter.

4. Divulgado o resultado, o vencedor será contatado via DM (Mensagem Direta) no Twitter. Caso não responda em até 24h, perderá o prêmio e outro sorteio será realizado em seguida.

Postado por: Fábio Campos
Frito em
0 comentários